feita pop plus

Pop Plus: Tudo sobre a maior feira Plus Size do mundo!

Só quem é gorda ou está com alguns quilos a mais, sabe como pode ser difícil e cansativo encontrar roupas que vistam bem e sejam modernas, tudo ao mesmo tempo. Normalmente, o que encontro são blusas muito largas e que não são nada jovens. Ou então me aperto em um jeans que, claramente, não foi pensado para o meu corpo.

Eu não sei dizer quantas vezes quis chorar em lojas quando não encontrava nada que me servisse ou ficasse bom para o meu corpo. É frustrante demais e só quem passa por isso sabe como é se sentir totalmente excluída pelas empresas.

Mas já tem um tempo que tenho tentado mudar minha mentalidade e se antes eu ficava chateada e me sentindo derrotada por não encontrar nada que me sirva, hoje eu sinto raiva das marcas que simplesmente resolvem ignorar esse grupo de pessoas. Por isso, decidi que se a marca não se preocupa em vender nada que me vista e sirva bem, então ela não merece ter o meu suado dinheirinho.

Você também poderá gostar: Vestido de Festa Plus Size – Como Escolher o Seu!

O mercado (felizmente) está mudando lentamente e é possível encontrar cada vez mais marcas preocupadas com uma modelagem plus que abranja a numeração até 60 ou mais. E é justamente pensando nisso que a jornalista Flávia Durante criou o Pop Plus.

Ainda não conhece o Pop Plus? Então, cola comigo que nesse post vou te contar tudo o que você precisa saber sobre a maior feira plus size mundo!

O que é o Pop Plus?

Segundo o site oficial, o Pop Plus é uma feira de moda e cultura plus size de São Paulo que acontece quatro vezes por ano: março, junho, setembro e dezembro.

Sua primeira edição foi em dezembro de 2012 com 9 expositores. Sua edição mais recente, em setembro de 2018, contou com 70 expositores e um público de mais de 12 mil pessoas.

Além da feira em si, o Pop Plus ainda conta com palestras e painéis, apresentações de dança e aulas diversas.

Quem criou e porque?

Flávia Durante, criadora do Pop Plus, é jornalista, assessora de imprensa e DJ. Foi pioneira no universo dos blog, escrevendo no Blah Blah Blog desde outubro de 2000.

feira pop plus
Flávia Durante – Criadora do Pop Plus

“Desde 2012 produz o Pop Plus, feira de moda e cultura plus size que acontece quatro vezes por ano em São Paulo, com média de público de 12 mil pessoas por edição. Ao longo destes seis anos tem desmistificado conceitos e conselhos que mulheres (e homens também) vêm ouvindo há décadas em relação à moda.” Fonte: Site Pop Plus

De acordo com o site, a essência do Pop Plus está na moda como identidade e dignidade, diversidade, representatividade, fortalecimento do empreendedorismo feminino, busca da autoestima e o respeito ao próximo.

Quando acontece?

Como eu disse antes, o Pop Plus acontece em quatro meses fixos do ano: março, junho, setembro e dezembro. Dá só uma olhada na programação de 2019:

cronograma pop plus 2019

Onde acontece?

Atualmente, o Pop Plus acontece no Clube Homs, na Av. Paulista. Porém, para ficar sempre por dentro, acesse a página do evento ou o site.

Minhas impressões

Fui pela primeira vez ao Pop Plus em dezembro de 2018. Me dei de presente uma passagem pra SP e fui conhecer de perto essa feira que eu tanto ouvia falar. E olha, foi uma das melhores experiências da minha vida! É um ambiente incrível, onde nos sentimos representadas e confortáveis, não sei como descrever como gostei de ter ido e qual foi a sensação de ir em um lugar e não me preocupar se ia encontrar ou não algo pra mim.

Já se tornou até uma das minhas metas ir pelo menos 1x ao ano!

Resumindo, é uma feira incrível que vale muito a pena, independente se você é plus size ou não. É mais do que uma feira, é uma experiência social que abre nossos olhos e nos faz perceber o quanto somos maravilhosas do jeitinho que somos.

Gostou deste post? Então, compartilhe com seus amigos!

29 comments on “Pop Plus: Tudo sobre a maior feira Plus Size do mundo!

  • Renata , Direct link to comment

    É excelente hoje em dia ter vários modelos incríveis! Todas nós merecemos roupas de vários estilos e cores diferentes para arrasarmos. Deu até vontade de ir na Pop Plus..

  • Tary Belmont , Direct link to comment

    Muito legal! Essa e uma feira que nunca tinha ouvido falar. O Club Homs fica pertinho pra mim e já fui em vários eventos lá. Acho que vou pegar qualquer dia pra prestigiar a feira.
    Bites!

  • Thayama , Direct link to comment

    Que maravilha! Acho super importante a inclusão para todos os tipos de pessoas em todos os âmbitos é incrível ver que aos poucos os comerciantes e marcas estão abrindo os olhos para isso… Que esse projeto ganhe o mundo e inspire outras pessoas! ♥

  • Susan , Direct link to comment

    Muito legal essa feira, acho muito importante ter esse tipo de evento pois não existem muitos.

  • Jennifer , Direct link to comment

    Que coisa mais lindaa, é uma pena que não tenha mais projetos como esse e com esse impacto em outras regiões do Brasil. Eu não sou pul size, mas eu sei bem como é difícil você ver aquele modelo lindo e não poder levar para casa porque não é o seu tamanho, ficando muito folgado em algumas partes ou muito largo em outras.

    Uma opção não tão fácil, mas que sempre eu preciso eu faço, é separar os modelos que eu me interessei e pedir para uma costureira fazer.

    Blog Covil Dourado | Instagram

  • Camila Tuan , Direct link to comment

    Achei muito legal a ideia da Flávia em criar a feira, acho que já está na hora de todo mundo ver que as mulheres brasileiras vestem números maiores que o 38 e essa é a nossa realidade.
    Fiquei até com vontade de ir, espero poder ir em alguma edição.

    Beijos

  • Leo Vidal , Direct link to comment

    Não conhecia essa feira, ótima opção. Ainda mais que tem quatro vezes ao ano. Boas compras!

  • Kimberly , Direct link to comment

    Oi Amanda, tudo bem? Não sabia dessa feira e achei muito legal a iniciativa! Não uso plus size, mas mesmo assim reconheço que a indústria da moda precisa de melhorias. Li uma vez que não é você que tem que emagrecer para servir na marca, é a marca que tem que servir você. Ok, acho que a frase não era exatamente assim, mas era algo bem parecido. No sentido de que as marcas precisam se adaptar para incluir todos os tipos de corpos. A ideia de um corpo padrão tá pra lá de ultrapassada.
    Beijão e que legal ver cada vez mais (ainda que aos pouquinhos) marcas atendendo públicos diferentes e ver as consumidoras cobrando. Beijoss!

  • Juliana Alves , Direct link to comment

    Cara, que incrível saber dessa iniciativa, Amanda! Adorei e espero MUITO que em pouco tempo a gente veja outras marcas se preocupando com a inclusão de TODOS os tipos de corpo e não apenas com os ditos “normais” ou “saudaveis” para a sociedade. o/

  • Ana Catarina , Direct link to comment

    Olá 🙂
    Achei a iniciativa muito bonita! Normalmente eu “sofro” do contrário. Não consigo engordar um quilo que seja e isso é frustrante quando somos conhecidos pela magricela ou então questionarem: “Você passa fome?”
    O importante é sermos felizes com o que temos e o que somos!
    Um beijinho grande querida :*

    http://tudosoblinhas.blogspot.com

  • Malu Silva , Direct link to comment

    Nossa, eu não conhecia ainda essa feira, mas adorei! Principalmente pelo fato de, além de trazer moda e vestuário, também conter palestras e outros espaços legais para integrar o público. O seu post ficou super completo, eu amei!

  • Ana Carolina Domingues , Direct link to comment

    Eu desconhecia a existência dessa feira e achei muito interessante. Sei que é difícil encontrar roupas em tamanhos maiores e essa feira é perfeita, a ideia de trazer palestras também é muito bacana

  • Mari , Direct link to comment

    Acho muito legal que existam essas feiras. É um absurdo que grandes lojas limitem o tamanho de suas roupas, não disponibilizando números maiores. Afinal, todo tipo de corpo merece respeito e admiração.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

  • Luana Souza , Direct link to comment

    Que feira maravilhosa. Há uns anos atrás eu não teria nem me preocupado com o fato de pessoas gordas não encontrarem roupas com tamanhos que coubesse, afinal eu sou uma garota magra. Hoje me dia eu me sinto bem incomodada com o fato de sempre terem roupas para “corpos padrão” nas lojas. É incrível saber de iniciativas como a dessa feira! <3

  • Dê Amaro , Direct link to comment

    embora muita gente fale sobre a moda Plus size muita pouca marca ainda se interessa pela mesma e quando fazem roupas assim ainda não são boas 😕
    achei uma bela iniciativa da Flávia 😍

  • Gislaine Motti , Direct link to comment

    Oi! Tudo bom?

    Eu nunca tinha ouvido falar da Pop Plus, e estou muito feliz por isso finalmente ter mudado. Que alegria ouvir falar de um evento como esse! Imagino que seja uma sensação muito gostosa de simplesmente se sentir representado. Eu já quero mostrar pras amigas e combinar de ir o bando lá fazer uma visita e viver essa vibe gostosa das fotos!

    Abraços,
    Gislaine | Literalize-se

  • Gabriella , Direct link to comment

    Oi Amanda!
    Achei muito legal a iniciativa para criação dessa feira. Marcas gordofóbicas realmente não merecem o dinheiro de ninguém, afinal, o que todos querem hoje em dia é inclusão (e não exclusão, né?).
    Espero que a Pop Plus cresça mais a cada ano e que essa ideia se espalhe pelo Brasil todo.
    Beijos <3
    Blog Madamices

  • Carol Araujo , Direct link to comment

    Que evento incrível, acabei de descobrir e já estou deslumbrada, saber que pessoas estão sendo representadas dessa maneira é demais. Já vou logo sair espalhando essa novidade. Parabéns pelo post.

  • Vitória Bruscato , Direct link to comment

    Que iniciativa bacana a da Flávia ao criar esse evento! Eu vejo como o mercado ainda é padronizado e a falta de diversidade de produtos, então acho importante fazer algo grande, como esse evento, para abrir os olhos das marcas e dizer “EEEEI! ESTAMOS AQUI E TAMBÉM USAMOS ROUPAS, VIU?”.

    Deve ser uma experiência incrível mesmo participar. E espero que você consiga cumprir a sua meta de ir ao menos uma vez ao ano! 🙂

  • Emma , Direct link to comment

    Acho incrível criar esse tipo de evento , realmente existem por aí muitas marcas de roupas que não pensam nas pessoas a cima do peso. Mesmo eu sendo magra isso me entristece , porque eu vejo o quanto sofrem , e vejo como são desvalorizadas. Fico muito feliz que ainda tenham pessoas que crie esse tipo de evento , para ter mais inclusão. Isso sim é sinal de empoderamento. Nunca tinha ouvido falar dessa feira, é algo muito novo.

  • Paula Musique , Direct link to comment

    É muito bom estarmos onde nos sentimos representadas. Fico feliz quando vejo que a moda está cada vez mais se ajustando às diferenças, deixando de padronizar todas as mulheres. A saúde deve sempre ser a prioridade, não podemos nos acomodar. Mas há casos e casos. Conheço 3 pessoas que já tentaram de tudo para emagrecer, pela saúde, até que descobriram que o problema está além da qtidade de comida diária. Acontece e o mercado tem de estar atento, com muito amor, por todas as pessoas.

  • Poly , Direct link to comment

    Que genial essa feira!
    Esses dias eu estava conversando com uma amiga que está procurando roupas plus size e não encontra em nenhum lugar.
    Ou são muito caras ou são muito feias.
    Ela conseguiu algumas opções em lojas que vendem roupas evangélicas, mas mesmo assim as opções são poucas.
    Muito bacana a proposta desse evento, precisa ter mais assim no resto do Brasil 🙂

  • Erika Monteiro , Direct link to comment

    Oi, tudo bem? Que feira mais interessante. Com certeza um evento muito importante para pessoas que não se sentem representadas pelas marcas que estão no mercado atualmente. Eu já engordei algumas vezes e não foi fácil encontrar roupas que servissem. Beijos, Érika =^.^=

  • Luly Lage , Direct link to comment

    Nossa, só de ver o aumento significativo no número de expositores eu já sinto um quentinho no coração, porque significa que tem cada vez mais marcas abertas a suprir a necessidade enorme que é a moda plus size. É difícil pra mim falar sobre isso, afinal não é meu lugar de fala, mas ano passado fui em um evento Plus size com uma amiga que está iniciando sua carreira de modelo agora… E me fez TÃO BEM! Tive vários transtornos alimentares ao longo da vida causados por ansiedade, e o maravilhoso do body positive é que ele abraça todo mundo, então ver a aceitação das meninas com seus corpos que a sociedade julga feio me ajudou até a aceitar o meu, que a sociedade gosta mas que eu detestava por causa do que tinha vivido. Quantos eventos de moda podem bater no peito da inclusão assim, né? Só os Plus, mesmo!

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *