Resenha – In Your Eyes (2014)

Sabe aqueles filmes que aquecem o coração? Que a gente assiste o tempo todo com um sorriso no rosto? In your eyes é um desses.

Encontrei o trailer do filme por acaso no Youtube e desde então desejava assistir. Não me lembro bem quando eu assiti pela primeira vez, acredito que tenha sido no ano passado. Só sei que me apaixonei por esse filme, pelos personagens, pela trilha sonora…suspiros. Não sei se vou conseguir expressar o quanto amo In your eyes, mas espero que esse post desenvolva em vocês a mesma vontade de assisti-lo que eu tive.

 Sinopse – In your eyes

Rebecca (Zoe Kazan), a atônita esposa de um famoso médico e Dylan (Michael Stahl-David), um ex-condenado buscando recomeçar a vida, descobrem estar conectados. O casal pode ouvir e ver um ao outro. A partir desta ligação, Rebecca e Dylan iniciarão um inexplicável romance metafísico.

 

A trama

Em In Your Eyes temos de um lado Rebecca, esposa de um médico e que mora em New Hampshire, e do outro lado temos Dylan, que trabalha em um lava-jato e mora no Novo México. O filme já começa nos apresentando a ligação que eles possuem: um pode ver pelos olhos do outro, sentir as emoções e sensações também, porém nenhum deles sabe direito como acontece e o filme não nos explica também.

Esta conexão se torna mais forte na idade adulta e eles começam a se “comunicar” através dela. Os dois personagens começam a formar uma amizade, já que ambos se sentem solitários.

Protagonistas

A química entre dois atores principais é incrível! Eles passam quase o filme inteiro sem atuar diretamente mas a atuação é tão crível que não sentimos essa distância. A Zoe eu já conhecia e sempre achei a atuação dela peculiar. Neste caso, acredito que ela foi a escolha perfeita para interpretar a angustiante Rebecca.

O Dylan é o típico personagem bom que se envolve com pessoas ruins, mas que no fundo é melhor do que eles. O ator, ao contrário da Zoe, era um completo desconhecido pra mim, mas agora já sou fã e pretendo continuar acompanhando seus trabalhos.

O mais interessante do filme é perceber como eles conseguiram criar personagens nada clichês e, mesmo sem toda aquela super produção já conhecida dos filmes de Hollywood, foram capazes de desenvolver uma história doce e delicada, mas ainda sim cheia de camadas.

Personagens secundários

Neste filme o foco é todo nos protagonistas, com poucos personagens secundários. Os destaques ficam para o marido da Rebecca, um médico escroto (R-A-I-V-A dele), alguns “amigos” do Dylan e a Nikki Reid (Crepúsculo). No mais, o show é dos protagonistas e, sinceramente, eles seguram o filme muito bem e não sentimos falta dos personagens extras.

Fotografia e Trilha sonora

Esse é um aspecto bem interessante de se perceber durante o filme. O diretor usou de cores diferentes para cada cena dos personagens. Quando a cena se passava em New Hampshire o tom ficava mais pálido e cinza, quando a cena ia para o Dylan no Novo México, o tom ficava mais quente, puxando para o laranja e marrom. Pode parecer um detalhe insignificante, mas esta mudança muda o tom do filme por completo quando acontece. Além disso, as paisagens são de tirar o fôlego!

Sobre a trilha sonora…o que posso dizer?? É incrível e casa perfeitamente com a cena e com o clima da mesma. Eu escuto ela no repeat. Vale muito a pena conferir.

Pontos positivos e negativos

Confesso que é difícil apontar quais são os pontos positivos e negativos, principalmente quando a gente ama o filme, mas consegui levantar alguns:

POSITIVOS

  • Fotografia linda
  • Diálogos interessantes
  • Romance diferente
  • Personagens carismáticos

NEGATIVOS

  • Não há explicação para a conexão (alguns podem se incomodar com isso)
  • Personagens secundários talvez um pouco caricatos
  • O filme acaba 🙁
Viu a diferença no tom da imagem?

Conclusão

In your eyes tinha tudo pra ser aquele filme romântico bem clichê, mas por algum motivo ele passa bem longe disso. Na verdade, pra mim, ele talvez tenha sido um dos poucos filmes onde eu senti autenticidade na representação do que significa se apaixonar e é provável que este seja o motivo de eu ter gostado tanto dele.

Resumindo…ASSISTA! E depois deixa nos comentários o que achou, pode ser?

Follow my blog with Bloglovin

Gostou deste post? Então, compartilhe com seus amigos!

26 comments on “Resenha – In Your Eyes (2014)

    • Amanda , Direct link to comment

      A última vez que eu assisti (já tem um tempo) ele tinha na Netfllix. Mas fui ver agora e parece que saiu do catálogo :/ mas confirma ai certinho.

  • Vitória Bruscato , Direct link to comment

    “O filme acaba” hahahaha!!
    Realmente, a história parece ser bem bacana. O fato de não ter uma explicação para a conexão dos dois, talvez seja algo que me incomodaria, mas se a história for bem envolvente, acho que isso vira um mero detalhe!
    Nunca tinha ouvido falar no filme, mas já gostei.

  • Kimberly Camfield , Direct link to comment

    Oi Amanda, tudo bem? Confesso que enquanto assisti ao trailer, e lia na resenha sobre a conexão deles e a forma como enxergam um ao outro me lembra muito o seriado Sense8, em que os personagens tem uma conexão parecida com esse casal do filme :p Fiquei bem curiosa para assistir o filme, parece ser bem bonito! Beijão

    • Amanda , Direct link to comment

      Nossa, é verdade. Nem fiz a conexão mas parece muito com sense8 mesmo porém neste caso eles não explicam nada de como essa conexão surge entre eles. É bem aleatória.

  • Raissa Gomes , Direct link to comment

    Filmes de romance não fazem muito o meu tipo favorito de filme justamente por serem bem clichês, mas saber que com esse é diferente já me da vontade de assistir para ver o que tem de diferente!
    Obrigada pela dica!

  • Nayara Almeida , Direct link to comment

    Olá
    Gostei muito da sua resenha, realmente avaliou bem corretamente, sempre ouvi falar desse filme mas ficava com um pé atrás sobre ele por diversos fatores mas com sua resenha tomei a iniciativa de assistir!
    E amei o filme, realmente muito bom! Tudo que falou está correto, o que mais gostei foi a autenticidade porque mesmo que ela clichê tem os pontos únicos!
    Adorei seu blog, parabéns!!

  • Erika Monteiro , Direct link to comment

    Oie, tudo bem? Ah, eu vi a indicação desse filme lá no Netflix e já salvei na minha lista <3 Ainda não consegui assistir mas pelo enredo parece ser bem legal. Realmente quando gostamos muito de um filme é difícil quando acaba haha O bom que o Netflix indica outros semelhantes. Beijos, Érika =^.^=

  • June Damasceno , Direct link to comment

    É um romance diferente mesmo! Me faz lembrar um pouco daquela série da netflix sense8, hehe, mas o filme parece ser ótimo e super interessante, vou deixar na minha lista para assistir! Kissus

  • Luma Vieira , Direct link to comment

    Ja vou colocar na minha listinha, achei bem interessante a maneira que você fez colocação do filme e principalmente por falar das partes tecnicas e não somente do enredo. Beijos

  • Gislaine Motti , Direct link to comment

    “O filme acaba” hahaha essa foi uma ótica forma de indicar o filme. Devo admitir que fiquei um pouco com o pé atrás porque não consegui entender a intenção da produção, como esse romance vai acontecer e onde ele vai dar… acho que para isso eu teria de assistir – e vou! Obrigada pela dica!
    Literalize-se

    • Amanda , Direct link to comment

      Sim, a dinâmica entre os personagens é muito interessante e eu achei a proposta bem diferente, porém eles não explicam muita coisa de como as coisas acontecem. Elas simplesmente acontecem. Depois assista e me diga o que achou 🙂

  • Livia , Direct link to comment

    Adorei a resenha. Vou usar a dica no fim de semana. Achei a proposta legal e diferente. E gostei de saber o quanto muda a fotografia. Enfim, foi para a lista do fim de semana!

  • Rebeca , Direct link to comment

    Oii!! Adoro resenhas de filmes, sempre bom saber o que podemos assistir e o que vale a pena. Como assim o filme acaba? SOCORRO. Eu nunca tinha ouvido falar desse filme acredita? Ainda be que a Netflix tá ai pra salvar a gente. Beijo

  • Renata , Direct link to comment

    Oi Amanda!
    Quando li o nome do filme fiquei na dúvida se eu já tinha assistido, mas depois vi o trailler e vi que já tinha visto sim. Já tem um tempo, mas lembro que não curti quando vi. Achei as atuações fracas, e, pelo trailler, me lembrei desse detalhe.
    A fotografia do filme é realmente bem bonita, mas não consegui sentir essa conexão com a história, personagens e tudo o mais, achei pouco desenvolvido e, ao contrário de você, um romance bem clichê, com alguns pontos legais, mas ainda assim, bem fraco.
    A parte de não explicar porquê tudo acontece já é bem comum em vários filmes, mas nesse nem foi esse fato que me fez sentir falta… não sei, pra mim faltou algo que deixasse ele especial. :/
    Mas adorei a resenha, você abordou ótimos pontos! 🙂
    xoxo

    • Amanda , Direct link to comment

      Sério??? Acho que vc é a primeira pessoa a me falar isso. Eu estava tão acostumada com romances daqueles bem bobinhos que achei esse tãaao diferente, não sei porque.

  • Vickawaii , Direct link to comment

    É tipo a Rey e o Kylo Ren? HIUhauihuai
    Brincadeiras à parte, eu gostei bastante da sinopse, do uso das cores e amo essa temática. Um filme que eu gosto BASTANTE que tem esse lance de conexão e de “ver pelos olhos do outro” é Your Name, já ouviu falar? Tem no netflix e é uma animação japonesa. Não sei se tu gostas de anime, mas tenho certeza que QUALQUER PESSOA vai morrer de amores por esse filme.

  • Luana Souza , Direct link to comment

    Eu já fiquei encantada pelo filme só pela premissa e pelas imagens. Imagina quando eu finalmente sentar pra assistir! Sou apaixonada por esse estilo de filmes, especialmente quando reúne assuntos inexplicáveis (eu acho que não me incomodaria com a falta de explicação dessa conexão), história diferentes e fotografia e trilha sonora bonitas *-* Adorei a indicação e, ah!, deixo aqui a minha pra você: About Time!
    Beijos :-*

  • Luly Lage , Direct link to comment

    Ai, Amanda, tem teeeeempos que “In Your Eyes” tá na minha lista de filmes pra assistir e no final nunca vejo… Preciso parar de protelar isso! Que plot mais gracinha!
    mas o que eu mais gostei foi justamente isso que você falou da mudança de tom em cada cenário. Eu AMO jogos de cores assim, mesmo que sejam filtros em filmes… Me deixo looouca de curiosidade, mais do que antes!

  • Eva Camargo , Direct link to comment

    Que resenha linda, Amanda! Além do show que o próprio filme parece dar, amei os pontos que abordou nela.

    Gostei muito da pegada que o filme parece ter, além do universo que abordou. Personagens que de alguma forma estão conectados sempre garantem ótimas tramas, conheço a atriz e acho que ela tem um grande potencial. Fiquei com muita vontade de ver o filme!!! hahaha

    Seu blog é incrível!
    Beijos,
    amavelgirassol.blogspot.com

  • Ane Carol , Direct link to comment

    Já tinha visto o poster desse filme, mas não procurei saber mais sobre ele. Lendo sua resenha ele me pareceu um filme diferente do romances que a gente está acostumado a ver e que vale a pena dar uma chance.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *